Comece a pedalar

Um terror chamado sapatilha!

Publicado em 13/07/17

Por Gisele Gasparotto, do Projeto LuluFive

Vamos falar honestamente aqui. Quem nunca suou frio só de pensar em ficar com o pé preso no pedal da bicicleta quando viu a primeira sapatilha? Se você falou que não, eu te digo: D.U.V.I.D.O E. O. D.Ó! (como dizia minha avó!).

Claro que tem ciclistas que tem mais facilidade, outras menos. Mas todos passaram por essa experiência.

Aí sempre tem os “amigos” mais experientes na bike, que já avisam: “Ahhh você vai cair, mas, não machuca.”, “É tombo bobo.”, “Um raladinho só no joelho”. “Para de mimimi, eu já caí 457 vezes até me adaptar a sapatilha”. E por aí vai. Cada um tem uma história pra contar.

Mas, saindo um pouco da nossa caixinha da aceitação de que é assim e pronto, será que é realmente necessário cair? Cair por ser novata na sapatilha, é mesmo um ritual de aceitação no universo da bike?

Eu te digo que não. E vou explicar meu ponto de vista.

O público do ciclismo tem mudado. Está mais abrangente. Muita gente que nunca pensou em um dia andar com uma bicicleta de estrada – para usar como esporte mais performático- agora pensa, compra e quer andar. Mas, como disse acima, cada um tem um tempo de adaptação e temos que respeitar isso.

Não é mimimi, é vivência. Você não sabe o que o outro passou na vida para entender certos traumas.

Rita, aluna da Lulufive, após algumas aulas e com um pouquinho de paciência, conseguiu vencer seu trauma de deixar o pé preso.

E eu estou escrevendo este texto agora pois desde que iniciei no projeto LuluFive, tenho me deparado com diversas situações que me fizeram crescer muito como profissional e também como pessoa, ao entender que o outro não tem que ter a mesma velocidade de aprendizado na bicicleta que eu e que não tem que se jogar como eu me joguei em diversas situações. Isso não quer dizer que com paciência e didática, não se atinja o objetivo.

Então, pra você que está querendo começar a pedalar com bike de estrada e tem pânico só de pensar em usar sapatilhas, deixo aqui quatro dicas que podem te ajudar neste momento tenso.

Depois que você consegue, vai ver como pedalar será ainda mais prazeiroso.

#1 Tente deixar o pedal o mais frouxo possível. Os pedais tem regulagem de pressão e quanto maior a pressão, mais difícil de tirar o pé (desclipar). Peça para o seu mecânico, fitter ou alguém que conheça aliviar a pressão do seu pedal.

#2 Faça testes (com tênis mesmo) pra saber qual é o pé que você usa pra subir na bike e o pé que você usa pra descer da bike (sim, podem ser diferentes).

#3 Lembre-se que você só vai cair se a bike estiver parada. Então, o segredo é desclipar o pé antes de parar a bike. Se não conseguiu desclipar de primeira, basta continuar pedalando até conseguir tirar o pé. Só então pare a bicicleta.

#4 No começo, antecipe a sua parada, ou seja, vá tentando desclipar alguns metros antes de parar até que tenha segurança de fazer cada vez mais próxima do momento da parada.

É muito importante você saber que todos já passaram por essa situação, então, não tenha vergonha em não saber, em ter medo, ou em procurar ajuda para fazer direito e com segurança.

E para finalizar, deixo a frase de reflexão: “A força não vem das coisas que você sabe fazer e sim das que um dia você pensou que não conseguiria fazer.

 

>> QUER MAIS?

Se você gostou deste artigo, assine a newsletter do Canela. Você receberá textos e insights como este, que vão mudar a forma como você vê o ciclismo feminino, bikes e movimento.